A ASSOCIAÇÃO
PRIMEIRA PESSOA
GUIAS
NOTÍCIAS
EDITORA PÚBLICA
REDE
CONTATO
ASSOCIE-SE
LOGIN
Jeduca | Associação dos jornalistas de educação
notícia

Entenda as avaliações do Inep

03/05/2019

Com as mudanças recém-anunciadas pelo MEC, todos os níveis da educação básica e a educação superior passarão a ser avaliados pelo Inep

O Saeb é a principal avaliação da educação básica
Elza Fiuza/Agência Brasil

O MEC (Ministério da Educação) anunciou nesta quinta-feira (2/5) as novidades do Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica) em 2019. Entre elas, está a incorporação da educação infantil, além da realização da avaliação por amostra da alfabetização no 2º ano do ensino fundamental. Desse modo, todos os níveis de ensino da educação básica e a educação superior passaram a ser avaliados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais).

 

Veja, a seguir, as principais características das avaliações oficiais existentes no Brasil.

 

Saeb

É a principal avaliação oficial da educação básica no Brasil. Foi criado em 1995 e é um importante instrumento para produzir indicadores, que possibilitam acompanhar os avanços e gargalos da aprendizagem dos estudantes brasileiros. Serve, portanto, para a formulação de políticas públicas e para monitoramento da educação por parte da sociedade, pois fornece dados - em alguns casos, em nível municipal e por escola.

 

O Saeb é realizado a cada dois anos (anos ímpares) e os resultados são divulgados no ano seguinte à prova.

 

Os resultados são usados na composição do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), junto com as taxas de aprovação, reprovação e repetência levantadas pelo Censo Escolar, como detalha este guia produzido pela Jeduca.

 

As questões do teste são formuladas a partir de matrizes de referências, que contêm a descrição de conteúdos associados a competências e habilidades para cada ano e disciplina avaliada. A escala do Saeb é única, vai de 0 a 500, e por isso permite identificar o quanto os estudantes de um determinado nível avançaram ou não em relação à etapa anterior. Por ser uma prova em que as questões são pré-testadas e que é realizada por todos os alunos (ou por uma amostra representativa do total), é possível comparar o desempenho médio dos estudantes de um ano para a outro.

 

Entenda como será o Saeb 2019:

 

Etapa

Conteúdo da avaliação

Instrumento

Tipo de escola

Amostral ou censitária

Matriz de avaliação

Educação infantil

Condições de acesso e oferta

Questionário a gestores e professores

Creches e pré-escolas públicas e conveniadas 

 

Amostral

-

2º ano do ensino fundamental

Alfabetização e letramento em língua portuguesa e matemática

Teste aplicado a estudantes

Escolas públicas e privadas

Amostral

BNCC

5º ano do ensino fundamental

Língua portuguesa e matemática

Teste aplicado a estudantes

Escolas públicas e privadas

Censitária (escolas públicas)

 

Amostral (escolas privadas)

Matriz atual

9º ano do ensino fundamental

Língua portuguesa e matemática

Teste aplicado a estudantes

Escolas públicas e privadas

Censitária (escolas públicas)

 

Amostral (escolas privadas)

Matriz atual

9º ano do ensino fundamental

Ciências da natureza e ciências humanas

Teste aplicado a estudantes

Escolas públicas e privadas

Amostral

BNCC

3º/4º ano do ensino médio

Língua portuguesa e matemática

Teste aplicado a estudantes

Escolas públicas e privadas

Censitária (escolas públicas)

 

Amostral (escolas privadas)

Matriz atual

Fonte: Inep/MEC (Elaboração Jeduca).

 

 

Enem

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio)  existe desde 1998 e avalia os estudantes ao final da educação básica. É adotado como mecanismo exclusivo ou parcial de ingresso para instituições públicas e privadas, por meio do Sisu. Os resultados são individuais, ou seja, dizem respeito ao desempenho do candidato.

 

É usado como mecanismo de seleção para programas oficiais, como o ProUni (Programa Universidade para Todos) e o Fies (Financiamento Estudantil). Ao contrário do Saeb, o Enem não é amostral nem censitário. Por isso é um instrumento imperfeito para avaliar o desempenho de estados ou do país, pois o perfil de aluno que se inscreve no exame pode variar de um ano para o outro e não necessariamente é representativo do total de estudantes do ensino médio.

 

Este guia da Jeduca traz informações e dicas sobre como fazer a cobertura do Enem.

 

Avaliações da educação superior

O Sinaes (Sistema de Avaliação da Educação Superior), coordenado pelo Inep, se divide em dois braços: a Avaliação dos Cursos de Graduação, que tem no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e a Avaliação Institucional.

 

O Enade serve como insumo para os indicadores de qualidade dos cursos de graduação. São quatro os indicadores: Conceito Enade, CPC (Conceito Preliminar de Curso), IDD (Indicador de Diferença entre os Desempenhos Observado e Esperado) e IGC (índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição).

 

Os resultados da avaliação são usados como parâmetros para a autorização, reconhecimento e renovação do reconhecimento de cursos.  Valem tanto para cursos presenciais ou a distância.

 

Conheça suas principais características a seguir:

 

Avaliação

Instrumentos

Como funciona

Periodicidade

Finalidade

Avaliação dos cursos de graduação

Conceito Enade

CPC

IDD

IGC

 

Teste aplicado a concluintes dos cursos de graduação e cálculo dos indicadores, a partir dos resultados e outros insumos

A cada três anos, um grupo de cursos é avaliado

Verificar a aprendizagem dos estudantes nos cursos

 

Avaliação institucional

Autoavaliação da instituição

Avaliação in loco

A autoavaliação é feita pela própria instituição segundo critérios do Inep

A avaliação in loco é feita por comissões designadas pelo Inep

Na abertura de um curso, no reconhecimento (quando a primeira turma chega na segunda metade do curso) e na renovação do reconhecimento (a cada três anos)

Fornecer insumos para a melhoria da qualidade e orientar a expansão da oferta

Fonte: Inep/MEC (Elaboração Jeduca).

#saeb #mec #martaavancini #inep #indicadores #enem #enade #bncc #avaliação

parceiros mantenedores
Fundação Lemann
Telefonica Fundação / Vivo
Instituto Ayrton Senna
Instituto Natura
Instituto Unibanco
Itau Social
Itau
Moderna
parceiros institucionais
ABRAJI
Campanha Nacional pelo direito à educação
CENPEC
OEI
Parto Lauand
Todos pela educação
Cooperação reperesentação do Brasil
primeira pessoa