Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.
OK
17h00 às 18h30
// 19 DE SETEMBRO
Faça seu login acima para interagir
Que sociedade queremos?

Primeira infância em pauta: por que e como cobrir o começo da vida*

Nesta oficina, a partir de dados científicos, será abordada a importância de cobrir a primeira infância, com ênfase em acesso e qualidade da educação infantil como fundamentais para o desenvolvimento da sociedade. A oficina trará sugestões, ferramentas, dicas e estudos para apoiar os jornalistas e estudantes a pautar e cobrir a primeira infância.


*atividade organizada pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, patrocinadora master do evento.

// QUEM PARTICIPA
Carolina Vilaverde

Analista de comunicação digital da FMCSV. Jornalista e mestre em Ciências da Comunicação pela ECA-USP. Atua há dez anos em comunicação digital e estratégia de redes. Trabalhou na Editora Abril (Superinteressante, Mundo Estranho, Guia do Estudante), no Todos Pela Educação e no Instituto Vladimir Herzog. Em 2015, venceu o Prêmio Abril de Jornalismo pelo especial multimídia "A crise da água".  Faz parte do júri do Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e de Direitos Humanos na categoria que registra depoimentos de mulheres em busca de justiça contra a violência de Estado, e membro da comissão organizadora do "DH Fest - Festival de Cultur em Direitos Humanos". 

Leila Sousa

Analista de Conhecimento Aplicado da FMCSV. Graduada em Gestão de Políticas Públicas pela USP e pós-graduada em Gestão Pública e Liderança pelo Instituto Singularidades. Certificada em Project Management for Development para organizações sociais. Suas principais áreas de interesse são educação, assistência social e indicadores de políticas públicas. Trabalhou na prefeitura de São Paulo e no Centro de Liderança Pública nas áreas de monitoramento de projetos e educação. No campo social, é voluntária do grupo SalvaGuarda para correção de redações e monitoria de alunos(as) das escolas públicas.

Luana Rodriguez

Jornalista pela Unesp e pós-graduada em Produção e Práticas Jornalísticas na Contemporaneidade pela Casper Líbero. Possui MBA em Jornalismo Empresarial e Assessoria de Imprensa. Atualmente é coordenadora de atendimento na Advice Comunicação Corporativa, com foco especializado em clientes da área do terceiro setor. Antes, atuou como repórter nas áreas de cultura e entretenimento. 

Sheila Ana Calgaro

Jornalista e gerente de comunicação da FMCSV. É pós-graduada em Cinema e também em Sociologia e, desde 2007, é Jornalista Amiga da Criança pela ANDI - Comunicação e Direitos. Trabalhou por quase uma década como storyhunter, pesquisadora, produtora e coordenadora de projetos em TV e Cinema. Desde 2011, atua na gestão de projetos e pessoas nas áreas de comunicação e conteúdo digital. Trabalhou por 6 anos no Instituto Alana, como gestora de projetos de impacto socioambiental e inclusão, além de ter sido editora e posteriormente coordenadora do Portal Lunetas. É autora do livro "Vidas separadas pelo mar" (2007), lançado no Brasil e Portugal.

// CONFIRA NOSSA AGENDA
// SEGUNDA-FEIRA, 18 de setembro
08h45
às
09h30
Café de boas-vindas no local
09h30
às
10h30
MESA:
Educação antirracista: a voz preta na história

O encontro de dois jornalistas que recontaram a história de uma maneira que brasileiros e norte-americanos jamais tinham ouvido ou lido. Tiago Rogero, autor do podcast Projeto Querino (Rádio Novelo), conversa com Nikole Hannah-Jones, autora de The 1619 Project (The New York Times Magazine), sobre como o jornalismo pode contribuir para uma educação antirracista.


Com mediação de Renata Cafardo (Estadão/Jeduca).

VEJA COMO FOI
10h35
às
11h25
MESA:
A cobertura dos ataques às escolas e o efeito contágio

A pesquisadora norte-americana Sherry Towers, uma das referências em pesquisas sobre o impacto da cobertura da imprensa nos ataques à escolas, fala sobre as evidências diante do aumento no número de atentados no País. A pesquisadora da Unicamp Telma Vinha comenta as pesquisas internacionais e fala dos estudos de casos brasileiros.


Com mediação de Mariana Tokarnia (Agência Brasil/Jeduca).

VEJA COMO FOI
11h30
às
12h20
MESA:
A cobertura dos ataques às escolas e os dilemas da imprensa

Diante do aumento de ataques às escolas no País, jornalistas que participaram da cobertura recentes discutem os dilemas éticos sobre o que escrever, como relatar e qual destaque dar ao assunto.


Com Laura Mattos (Folha de S.Paulo), Lorrany Martins (A Tribuna/ES), Maurício Xavier (O Globo), Victor Vieira (Estadão) e mediação de Marta Avancini (Jeduca).

VEJA COMO FOI
12h20
às
13h50
Almoço
13h55
às
14h50
MESA:
Para além dos ataques: como professores lidam com tensões frequentes e violência na escola

Bullying, discursos de ódio e relações conflituosas desafiam a rotina de educadores nas escolas do país. A Jeduca conversa com professores sobre como lidam com problemas que vão de conflitos rotineiros até ataques violentos. E sobre como incentivar uma convivência pacífica e apoiar os alunos a entender suas emoções.


Com Celiana Moroso (DF), Cinthia Barbosa (São Paulo/SP), Erison Lima (AM) e mediação de Tatiana Klix (Porvir/Jeduca).

VEJA COMO FOI
14h55
às
15h35
MESA:
Educação na América Latina e o jornalismo de soluções

Um papo entre Stella Bin, jornalista argentina, autora da newsletter de educação Hora Libre (Infobae), e Daniel Nardin, da Amazônia Vox, sobre jornalismo de soluções. O que é, como fazer e quais contribuições essa forma de contar histórias pode trazer para a educação na América Latina.


Com mediação de Pedro Lima (Canal Futura).

VEJA COMO FOI
15h40
às
16h30
MESA:
A educação como transformação da sociedade

Especialistas de diversas áreas discutem o papel da educação em uma sociedade mais desenvolvida, justa e democrática.


Com Daniel Santos (USP), Paulo Fochi (Unisinos), Ynaê Lopes do Santos (UFF) e mediação de Antônio Gois (O Globo/Jeduca).

VEJA COMO FOI
16h30
às
17h00
Intervalo - Café no local
17h00
às
18h30
OFICINA:
Jornalismo e educação midiática

Como os profissionais de comunicação podem, no dia a dia, contribuir para a formação de uma audiência crítica que entenda e valorize o papel do jornalismo? Qual o papel do jornalismo na educação midiática? E da educação midiática no jornalismo? A oficina discute essas questões de forma prática.

Com Daniela Machado (Educamídia/Palavra Aberta) e Mariana Tokarnia (Agência Brasil/Jeduca). 

SAIBA MAIS
17h00
às
18h30
OFICINA:
Como pensar em uma estratégia multiformato em conteúdos jornalísticos*

Quais as melhores práticas para criar uma estratégia multiformato utilizando o YouTube*? Essa oficina trará insights sobre como escolher os formatos certos para o seu conteúdo, como promover seus vídeos em diferentes plataformas e como medir o sucesso de sua estratégia. Para criadores de conteúdo de todos os níveis de experiência que desejam aprender como diversificar seus formatos para alcançar um público maior.


*atividade organizada pelo YouTube, patrocinador master do evento.

SAIBA MAIS
17h00
às
18h30
OFICINA:
Educação integral como um pilar para o amanhã*

Com a recente sanção do programa Escola em Tempo Integral, a oficina abordará os desafios e possibilidades que permeiam a implementação do programa, na perspectiva da redução de desigualdades. Vai também trazer dados, estudos e casos de educação integral dos anos finais do Ensino Fundamental e da Educação Profissional e Tecnológica, além de apresentar mecanismos e impactos da arte nessa modalidade de ensino.


*atividade organizada pela Fundação Itaú, patrocinadora master do evento.

SAIBA MAIS
// TERÇA FEIRA, 19 de setembro
09h00
às
10h00
MESA:
Entrevista com o ministro da Educação, Camilo Santana

A entrevista será realizada pelos jornalistas


Renata Cafardo, presidente da Jeduca e repórter especial do Estadão,


Paulo Saldaña, repórter da Folha de S.Paulo,


Sara Rebeca Aguiar, colunista de O Povo e


Ariel Bentes, jornalista freelancer de Manaus.

VEJA COMO FOI
10h00
às
10h45
MESA:
A educação na pauta do dia

Como a educação pode estar presente também nas reportagens e coberturas de política e de economia, os dois grandes assuntos que predominam na imprensa nacional. Grandes jornalistas dessas áreas discutem como e quando as políticas educacionais se misturam às questões partidárias e de governo. E como a imprensa, de maneira geral, pode ajudar a fortalecer o papel da educação no desenvolvimento do país.


Com Adriana Fernandes (Estadão), Basília Rodrigues (CNN Brasil), Fernando Torres (Valor Econômico), Thais Bilenky (piauí) e mediação de José Brito (Canal Futura/Jeduca). 

VEJA COMO FOI
10h35
às
11h00
Intervalo - Café no local
11h00
às
11h55
MESA:
O jornalismo de educação hoje

Quais são os novos desafios para o jornalismo de educação, após mudanças de governos no Brasil? Como entender as diversas correntes da educação, concepções e atores em meio a um cenário de disputas no governo federal e no Congresso Nacional? Jornalistas especializados em educação discutem o que deve ser prioridade para qualificar a cobertura agora e nos próximos anos.


Com Bruno Alfano (O Globo), Paula Ferreira (Estadão), Thatiany Nascimento (Diário do Nordeste) e mediação de Paulo Saldaña (Folha de S.Paulo/Jeduca).

VEJA COMO FOI
12h00
às
12h50
MESA:
Dilemas da tecnologia na escola

Inteligência artificial na escola, proibição de celular em sala de aula, livros impressos versus material digital, plataformas educacionais conflitando com a LGPD. Discussões sobre a tecnologia tomaram o noticiário de educação nos últimos meses, o que dizem as pesquisas mais recentes? Como informar sobre a tecnologia na educação no mundo contemporâneo sem cair no lugar comum e com responsabilidade?


Com Cláudio Miceli de Farias (UFRJ), Juliane Cintra (Ação Educativa/Abong), Lúcia Dellagnelo (consultora Unesco) e mediação de Luiza Tenente (G1).

VEJA COMO FOI
12h50
às
13h50
Almoço
14h00
às
14h45
MESA:
Novo ensino médio: o que pensam os jovens

Estudantes discutem o novo ensino médio em suas escolas e opinam sobre a cobertura da imprensa sobre o assunto nos últimos meses.


Com Maria Eduarda Gutérres Escobar (RS), Maria Luiza da Silva Vasconcelos (PE) e Vitória Ribeiro (SP) com mediação de Vagner de Alencar (Agência Mural).

VEJA COMO FOI
14h50
às
15h40
MESA:
O que dá audiência no jornalismo de educação?

Jornalistas representantes de sites de notícias falam sobre matérias que engajam mais leitores na área e discutem a relação entre pageviews, conversão de assinaturas e o que é relevante para a educação no País.


Com Ardilhes Moreira (G1), Bruna Monteiro de Barros (UOL) e Fabio Leite (Metrópoles) e mediação de Marcelo Soares (Lagom Data).

VEJA COMO FOI
15h45
às
16h30
MESA:
A educação midiática vai salvar o jornalismo?

Especialistas discutem o papel da educação midiática na valorização do jornalismo e como profissionais de comunicação podem trabalhar no seu dia a dia no combate à desinformação. A mesa mostra também como a prática jornalistica pode inspirar professores a desenvolver atividades em sala de aula e formar cidadãos mais conscientes para o mundo da informação.

Com Alexandre Le Voci Sayad (ZeitGeist), Ellen de Paula (Viração), Maria Sylvia Spínola (Piraju/SP) e mediação de Maria Rehder (Unesco).

VEJA COMO FOI
16h30
às
17h00
Intervalo - Café no local
17h00
às
18h30
OFICINA:
Como tirar proveito da IA para suas reportagens

Saiba como a inteligência artificial pode apoiar o trabalho jornalístico de maneira responsável e ética. Nesta oficina, os participantes terão a chance de conhecer e experimentar algumas ferramentas para revisar textos, criar gráficos e organizar e visualizar dados relacionados à educação, sem a necessidade de saber programar.

SAIBA MAIS
17h00
às
18h30
OFICINA:
Como evitar o capacitismo na cobertura sobre deficiência e inclusão

A Énois, em parceria com o Coletivo Libras na Quebrada, apresenta ferramentas e técnicas que jornalistas e comunicadores podem colocar em prática para evitar estereótipos e a discriminação de pessoas com deficiência em reportagens, tendo em vista uma comunicação inclusiva, acessível e diversa.

SAIBA MAIS
17h00
às
18h30
OFICINA:
Primeira infância em pauta: por que e como cobrir o começo da vida*

Nesta oficina, a partir de dados científicos, será abordada a importância de cobrir a primeira infância, com ênfase em acesso e qualidade da educação infantil como fundamentais para o desenvolvimento da sociedade. A oficina trará sugestões, ferramentas, dicas e estudos para apoiar os jornalistas e estudantes a pautar e cobrir a primeira infância.


*atividade organizada pela Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, patrocinadora master do evento.

SAIBA MAIS
ESPAÇO DOS PATROCINADORES
REALIZAÇÃO
PATROCINADORES MASTER
PATROCINADORES OURO
PATROCINADORES PRATA
APOIADORES
APOIADORES INSTITUCIONAIS