Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.
OK
A associação
Notícias
Guias
Congresso
Dados educacionais
Edital
Editora pública
Banco de fontes
CONTATO
ASSOCIE-SE
LOGIN ASSOCIADO
Divulgação/MCTIC

Censo traz retrato da educação superior do país

Além do avanço da educação a distância, o levantamento aborda formação de professores, permanência de estudantes, ingresso e inclusão, entre outros temas

24/09/2019
Redação Jeduca

A educação a distância foi o destaque do Censo da Educação Superior 2018, divulgado pelo MEC na quinta, dia 19 de setembro. Pela primeira vez, o número de vagas oferecidas a distância foi maior do que na modalidade presencial. Das 13,4 milhões de vagas oferecidas, 7,1 milhões são a distância, o que corresponde a cerca de 53% das vagas ofertadas. Na modalidade presencial, são cerca de 6,3 milhões de vagas.

 

Mas o que isso significa? E o que o avanço da educação a distância diz sobre a educação superior brasileira? O fortalecimento da EAD abre um leque de pautas que merecem aprofundamento, a fim de se compreender melhor como esse processo está ocorrendo e quais os efeitos pode desencadear. Além disso, com base nos dados do Censo é possível fazer matérias sobre outros temas relacionados à educação superior, como formação de professores, permanência de estudantes, concentração da oferta da EAD e inclusão.

 

É o que mostra a editora pública da Jeduca, Marta Avancini, no vídeo a seguir. 

 

 

#MartaAvancini #educaçãosuperior #educaçãoadistância #EAD #CensodaEducaçãoSuperior2018 #MEC

PARCEIROS FINANCIADORES
Fundação Lemann
Fundação Telefônica Vivo
Instituto Ayrton Senna
Instituto Natura
Instituto Unibanco
Itaú Social
Itaú Educação e Trabalho
Maria Cecilia Souto Vidigal
PARCEIROS INSTITUCIONAIS
Abraji
Campanha Nacional pelo Direito à Educação
CENPEC
OEI
Porto Lauand
Todos Pela Educação
UNESCO
Moderna
Loures
ASSOCIAÇÃO DE JORNALISTAS DE EDUCAÇÃO