Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.
OK
A associação
Notícias
Guias
Congresso
Dados educacionais
Edital
Editora pública
Banco de fontes
CONTATO
ASSOCIE-SE
LOGIN ASSOCIADO
Reprodução
Editais

Reportagens resultantes do 3º edital enfocam diversidade

Educação indígena, de ciganos e de LGBTs, impacto da mudança climática no acesso à escola, alimentação escolar, militarização do ensino são temas de reportagens financiadas pelo Edital de Jornalismo de Educação

01/07/2022
Redação Jeduca

A diversidade deu o tom das reportagens resultantes das pautas selecionadas no 3.º Edital de Jornalismo de Educação da Jeduca e Itaú Social.

Além dos temas - que vão desde o impacto das mudanças climáticas na educação à miliarização de escolas na Bahia, passando pelos efeitos da fome sobre estudantes e escolss no interior de Minas Gerais, entre outras -, as reportagens  revelam realidades  vivenciadas em diversas partes do país.

 

Os projetos foram avaliados pela Comissão Julgadora e Editorial do Edital, coordenada pela jornalista Denise Chiarato. Também integraram a comissão Marta Avancini, Ricardo Falzetta e Rodrigo Ratier. O edital também premiou três TCCs (Trabalhos de Conclusao de Curso) na categoria Estudante.

 

A seguir, as reportagens que resultaram das pautas premiadas nona terceira edição do edital.

 

Educação árida: mudanças climáticas dificultam acesso à escola, Anelize Moreira (SP) e Camila Salmazio (SP), publicada no portal Lunetas

Analisa de que forma o avanço da desertificação no semiárido de Alagoas e Pernambuco impacta na vida escolar de crianças, jovens e adultos. Leia a matéria e assista ao vídeo sobre os bastidores da apuração:


 

Especial O ensino indígena, de Ariel Bentes (AM) e Jullie Pereira (AM), publicado no portal Amazônia Legal.

A partir da experiência de uma escola indígena na zona rural de Manaus (AM), as repórteres analisam os desafios para colocar em prática as determinações legais relativas à educação indígena. Conheça as reportagens aqui e aqui e confira os detalhes da apuração a seguir:



 

Série de reportagens Militarização de escolas na Bahia, de Paulo Oliveira (BA) e Linda Gomes (BA), publicada no portal Meus Sertões:

A pauta detalha e problematiza o processo de implantação de escolas militarizadas em três cidades baianas: Salvador, Vitória da Conquista e Conceição do Jacuípe. Entre os pontos enfocados estão os impactos da militarização sobre o fechamento de escolas, as reações e eventuais resistências na comunidade escolar e o debate em torno do tema. A série é composta por 16 reportagens, divididas em quatro seções. A abertura está aqui e as seções estão disponíveis aqui, aqui, aqui e aqui.

 

Assista ao vídeo sobre os bastidores da apuração:

 

 

 

Lutando por igualdade: os desafios de professores, estudantes e pais LGBTs em sala de aula, de Ícaro Kropidloski (RS), publicada no site Nonada.

Tomando como pano de fundo dados sobre as agressões às pessoas LGBTs (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais), a reportagem enfoca os desafios de professores e estudantes LGBTs em sala de aula., entre eles a segurança dos espaços escolares para esses estudantes e professores e os efeitos da discriminação no aumento das desigualdades. Leia aqui.

 

Desigualdades na educação formal dos povos ciganos no Brasil: Desafios e perspectivas, de Roy Rogeres Fernandes Filho (BA), publicada no site Educação & Justiça:

Reportagens especiais que problematizam as desigualdades de acesso à educação formal dos povos ciganos em relação a outros grupos - desde a escolarização das crianças e jovens, até o ensino superior. Aborda os desafios e dilemas para acesso, permanência e finalização dos processos educativos dessas pessoas, assim como histórias de ciganos e ciganas bem sucedidos em sua trajetória escolar. Leia sobre os desafios aqui e sobre as histórias de sucesso aqui.  O vídeo sobre os bastidores da apuração está a seguir:

 



Hora da Merenda: efeitos da insegurança alimentar na educação em Minas Gerais de Lara Alves (MG), veiculada pela rádio Itatiaia:

A pauta investigou o atual cenário da alimentação escolar no Brasil para identificar o impacto na vida, saúde e educação de crianças e adolescentes. Além de quatro reportagens (aqui, aqui, aqui e aqui), a repórter produziu um documentário. Conheça os bastidores da apuração:

 



Socioeducação: como estudam adolescentes brasileiros que cumprem medida de privação de liberdade?, de Fernanda La Cruz (RS), publicada no site do projeto #Colabora:

A matéria apresenta o ensino a que têm acesso os adolescentes e jovens nas unidades socioeducativas. Leia aqui. A segunda reportagem desta pauta deve sair em julho. 

 

 

#socioeducacao #mudançasclimáticas #militarizacao #merenda #LGBT #fome #educacaoindigena #ciganos #3editaldejornalismodeeducacao

PARCEIROS FINANCIADORES
Fundação Lemann
Fundação Telefônica Vivo
Instituto Ayrton Senna
Instituto Natura
Instituto Unibanco
Itaú Social
Itaú Educação e Trabalho
Maria Cecilia Souto Vidigal
PARCEIROS INSTITUCIONAIS
Abraji
Campanha Nacional pelo Direito à Educação
CENPEC
OEI
Porto Lauand
Todos Pela Educação
UNESCO
Moderna
Loures
ASSOCIAÇÃO DE JORNALISTAS DE EDUCAÇÃO