Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.
OK
A associação
Notícias
Guias
Congresso
Dados educacionais
Edital
Editora pública
Banco de fontes
CONTATO
ASSOCIE-SE
LOGIN ASSOCIADO
Editais

2º Edital de Jornalismo de Educação seleciona pautas de 6 estados

Iniciativa da Jeduca e Itaú Social concede bolsas para jornalistas realizarem reportagens aprofundadas sobre a educação

04/12/2020
Redação Jeduca

Estratégias para enfrentamento dos efeitos da pandemia de Covid-19 na educação, uso de tecnologias de comunicação geoespaciais para acesso à escola, impacto dos cortes no orçamento de instituições federais de ensino superior do Nordeste, educação inclusiva, abandono escolar de meninas, o novo ensino médio, as relações entre evasão e o trabalho infantil e proteção de dados de estudantes e professores. 

 

Esses são os temas dos oito projetos selecionados no 2.º Edital de Jornalismo de Educação – Categoria Jornalista, iniciativa da Jeduca e do Itaú Social.

 

As pautas foram selecionadas em um universo de 50 propostas encaminhadas por 47 jornalistas de 14 Unidades da Federação (BA, CE, DF, ES, MG, PE, PI, PR, RJ, RR, RS, SC, SE e SP). A diferença entre o número de candidatos e de projetos se explica porque o edital permite que uma pessoa inscreva mais de uma pauta. Ao todo, 37 veículos foram indicados para a publicação. Em 2019, na primeira edição do edital, 56 projetos foram inscritos.

 

A seleção ficou a cargo da Comissão Julgadora e Editorial, coordenada pela jornalista Denise Chiarato e composta por Marta Avancini, Ricardo Falzetta e Rodrigo Ratier.

 

A diversidade das propostas foi destacada pelo presidente da Jeduca, Fábio Takahashi. “O edital busca dar condições para que jornalistas de diferentes perfis e regiões possam trabalhar em reportagens aprofundadas sobre educação. Olhando os vencedores, entendo que conseguimos cumprir o objetivo", comenta.

 

Para o coordenador de Comunicação Social do Itaú Social, Alan Correia, a diversidade geográfica e de tipos, portes e linhas editoriais dos veículos, como se vê nas pautas selecionadas, faz parte do compromisso do edital. "Se a gente quer, com o edital, promover a cobertura jornalística de educação de qualidade e promover bons debates em torno da educação pública no país, é essencial fomentar trabalhos diversificados", analisa. "Sem a diversidade de visões, opiniões e histórias não há debate", conclui Correia. 

 

A coordenadora da comissão responsável pela seleção também destaca a variedade das pautas. “Mais uma vez, o edital me surpreendeu por alcançar profissionais tão diversos. Jornalistas de quase todas as regiões do país, de rádio, TV, jornal, site, enfim, uma representatividade muito boa”, comenta Denise Chiarato, que também liderou a seleção do 1.º Edital de Jornalismo de Educação.

 

Denise também chama a atenção para o predomínio de pautas relacionadas à pandemia de Covid-19. “Isso era esperado e reflete a preocupação da sociedade sobre como superar os estragos causados pela doença”, diz Denise. “A pandemia escancarou as desigualdades educacionais e as pautas escolhidas têm a difícil missão de expor esse cenário e, também de apontar caminhos para minimizá-lo”, complementa.

 

Cada finalista receberá uma bolsa de R$ 8 mil para executar sua proposta. As pautas devem ser publicadas até 31 de março de 2021.

 

Conheça os finalistas o 2.º Edital de Jornalismo de Educação na Categoria Jornalistas e suas pautas:

 

Andrea Barretto Lemos (Salvador/BA)

Matéria sobre como 20 municípios da região da Chapada Diamantina (BA) se organizaram para enfrentar em conjunto os efeitos da pandemia de Covid-19. Essas redes de ensino integram um ADE (Arranjo de Desenvolvimento da Educação) criado há cerca de 20 anos para fortalecer a formação continuada de professores. A ideia da pauta é mostrar se a iniciativa colaborativa dessas comunidades escolares se mostra efetiva para enfrentar os problemas comuns impostos à educação no contexto da pandemia. A reportagem será publicada no jornal Correio da Bahia (BA).



Antônio Heleno Caldas Laranjeira (Brejo Grande/SE)

Reportagem sobre experiências em escolas públicas urbanas e rurais, em diferentes regiões do Brasil, relacionadas à inclusão e uso das tecnologias de comunicação geoespacial para o acesso à educação pública de qualidade em articulação com o conhecimento local. A matéria será publicada no portal InfoSãoFrancisco.

 

Bruno Vinicius Luiz da Silva e Amanda Rheingantz Padilha Rainheri (Recife, PE)

Investigação sobre o impacto da redução no orçamento do MEC (Ministério da Educação) em universidades e institutos federais do Nordeste, especialmente na realização de pesquisas e no desenvolvimento de áreas do semiárido que haviam sido impactadas positivamente com a instalação dessas instituições. A publicação da reportagem será no site da Agência Retruco.

 


Cristiana Jordão Nery e Luiza Ferreira Ribeiro (Salvador/BA)

Série de reportagens que tem como finalidade abordar a educação inclusiva das pessoas com deficiência, enfocando os desafios enfrentados, as desigualdades entre os grupos sociais, o déficit de investimentos e as políticas públicas que buscam solucionar os entraves, garantindo o direito à educação destes cidadãos. As jornalistas vão veicular a série na TVE Bahia.

 

Gabriela Portilho Matheus (São Paulo/SP)

Investigação sobre as razões que levam meninas a abandonar os estudos no contexto da pandemia de Covid-19, ampliando a pauta para o debate sobre como o novo contexto sociopolítico pode impactar a vida escolar dessas meninas, agravando ainda mais as desigualdades educacionais e de gênero no país. A reportagem vai ser divulgada pela revista Nova Escola.

 

Gustavo Schmid Queiroz (Curitiba/PR)

Reportagem sobre o novo ensino médio, a partir do resgate do movimento de ocupação de escolas por estudantes secundaristas no Paraná que, em 2017, se opuseram à chamada reforma do ensino médio. A intenção é compreender o atual cenário do ensino médio, as condições das escolas para implementar o projeto e como os estudantes se sentem em relação a ele. O material vai ser publicado no site do Jornal Plural.

 

Joana Suarez e Luiza Muzzi Almeida (Recife/PE)

Investigação sobre as relações entre o abandono escolar durante o fechamento das escolas em função da pandemia de Covid-19 e o trabalho infantil.  A pauta vai levantar casos em todas as regiões do país, enfocando a heterogeneidade e as particularidades de cada local, e acompanhar dois adolescentes. A publicação da reportagem está programada para ocorrer no site Lição de Casa.

 

Thays Mariana de Oliveira Lavor (Fortaleza/CE)

Reportagem sobre contratações entre redes de ensino e plataformas digitais privadas à luz a Lei Geral de Proteção de Dados, em vigor desde setembro de 2020. O objetivo é saber como as redes públicas e instituições de ensino superior estão se adaptando à Lei, a fim de garantir os direitos fundamentais de adolescentes e a não comercialização/exploração de dados pessoais de discentes e docentes. A matéria será divulgada no site da Pública - Agência de Jornalismo Investigativo.


 

Categoria estudante

Permanecem abertas até 31 de janeiro de 2021 as inscrições na categoria Estudante do 2.º Edital de Jornalismo de Educação, que vai premiar os autores de três TCCs (Trabalhos de Conclusão de Curso) sobre temas relevantes relacionados à educação brasileira. 

 

Podem concorrer formandos em 2020 e trabalhos concluídos em 2018 e 2019, que serão avaliados pela Comissão Julgadora e Editoria. Os três melhores trabalhos receberão prêmios: R$ 3 mil para o melhor TCC, R$ 2 mil para o segundo colocado  e R$ 1 mil para o terceiro colocado.

 

Para saber mais, consulte o site do edital.

 

E conheça as reportagens vencedoras do 1.º Edital de Jornalismo de Educação.

 

#thaysmarianadeoliveiralavor #luizmuzzialmeida #luizaferreiraribeiro #joanakarladelimagomessuarez #jeduca #itaúsocial #gabrielaportilhomatheus #cristianajordãonery #brunoviníciusdasilva #antôniohelenocaldaslaranjeira #andreabarrettodelemos #2.ºeditaldejornalismodeeducação #amandapadilharainheri

PARCEIROS FINANCIADORES
Fundação Lemann
Fundação Telefônica Vivo
Instituto Ayrton Senna
Instituto Natura
Instituto Unibanco
Itaú Social
Itaú Educação e Trabalho
Maria Cecilia Souto Vidigal
PARCEIROS INSTITUCIONAIS
Abraji
Campanha Nacional pelo Direito à Educação
CENPEC
OEI
Porto Lauand
Todos Pela Educação
UNESCO
Moderna
Loures
ASSOCIAÇÃO DE JORNALISTAS DE EDUCAÇÃO