Este site usa cookies e dados pessoais de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando neste site, você declara estar ciente dessas condições.
OK
A associação
Notícias
Guias
Congresso
Dados educacionais
Edital
Editora pública
Banco de fontes
CONTATO
ASSOCIE-SE
LOGIN ASSOCIADO
Alice Vergueiro/Jeduca
Congressos

Em formato híbrido, #Jeduca2022 atrai mais de 600 participantes

Durante dois dias, congressistas acompanharam 13 mesas de debate com transmissão ao vivo pela internet e 4 oficinas no evento promovido pela Associação de Jornalistas de Educação

22/09/2022
Natasha Meneguelli e Thaís Magalhães-Manhães/OBORÉ PROJETOS ESPECIAIS

A variedade de temas, o formato híbrido e a valorização do jornalismo profissional foram destaques no 6º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, realizado pela Jeduca (Associação de Jornalistas de Educação).

 

Esta edição teve como tema central  “Eleições e a cobertura de educação nos próximos”. Ao todo, foram realizadas 13 mesas com convidados internacionais e nacionais e 4 oficinas, que aconteceram nos dias 12 e 13 de setembro na Fecap (Fundação Álvarez Penteado), em São Paulo (SP).

 

“Separar dois dias para falar só de jornalismo de educação a 15 dias da eleição, com o auditório quase sempre cheio e pessoas assistindo de casa, é muito relevante. Nós esperamos isso: que as pessoas estejam refletindo sobre educação. Só assim conseguiremos melhorar a educação do nosso país”, disse Renata Cafardo, presidente da Jeduca e repórter especial do jornal O Estado de S.Paulo.

 

A abertura do Congresso deste ano foi marcada por um debate entre representantes de três candidatos à presidência da República: o deputado Reginaldo Lopes (Lula, do PT), o ex-ministro Rossieli Soares (Simone Tebet, do MDB), e o economista Nelson Marconi (Ciro Gomes, do PDT). Desfazer o teto de gastos e dar atenção ao orçamento disponível para a educação foram reestruturações citadas pelos convidados. Seguindo o critério de convidar os candidatos mais bem posicionados em pesquisas eleitorais, a Jeduca entrou em contato também representantes da candidatura de Jair Bolsonaro (PL), mas o convite não foi aceito. 

 

Participaram do evento educadores, jornalistas, comunicadores e cientistas políticos, que debateram a educação a partir de diferentes pontos de vista. "A gente quer continuar garantindo a diversidade sempre. É o que a gente busca a cada congresso, ampliar as vozes que estão aqui, independentemente do tema", disse Mariana Tokarnia, vice-presidente da Jeduca e repórter da Agência Brasil. Entre os temas abordados estão os dez anos da política de cotas, a educação na Amazônia, os impactos da pandemia nas escolas pelo mundo e os desafios da cobertura de educação. 

 

A mesa “Humor e leveza para quebrar a dureza da realidade”, por exemplo, ampliou horizontes do fazer jornalístico. Para Tawane Theodoro, slamer, escritora, apresentadora do canal Reload e convidada da conversa, os jornalistas precisam furar a bolha e produzir informação para além da linguagem formal.

 

Mariana Tokarnia também acredita que o jornalismo caminha para além da mídia tradicional, e esse foi um dos fatores que motivou a diversidade de convidados, e temas. “O jornalismo profissional hoje em dia não é só os grandes veículos, a gente tem várias organizações que comunicam, ainda mais em educação”, disse Mariana.

 

Depois de dois anos de evento online, o 6º Congresso da Jeduca aconteceu em formato híbrido, com palestras sendo exibidas online, e de forma presencial na Fecap (Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado), em São Paulo (SP). 

 

“Funcionou super bem, as pessoas têm hoje essa opção. Antes costumávamos ter mais gente presencialmente, mas não tínhamos gente em casa. A pessoa pode estar trabalhando, consegue ouvir os áudios, e não precisa tirar esses dias de folga. Ou quando a pessoa não é de São Paulo. Consegue ampliar mais”, explicou Renata. 

 

O diálogo entre a plateia que acompanhou o evento online e os debatedores aconteceu por meio do chat em tempo real, portanto, o público de casa também podia interagir. Foram 640 participantes, dentre jornalistas, educadores e estudantes. Cerca de 340 online e 300 presenciais.

 

Além das palestras, quem estava presencialmente no congresso pôde participar das oficinas: "Criança é fonte: como e por que ouvi-las nas reportagens"; "Ensino de Jornalismo de Educação e TCC's"; "Eleições nas redes sociais"; e "As desigualdades raciais na trajetória dos estudantes".


Confira o resumo do primeiro dia do #Jeduca2022:

 

 

Assista ao vídeo sobre o segundo dia do #Jeduca2022:

 

 
Confira também o vídeo feito especialmente para a abertura do #Jeduca2022:



O 6º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação da Jeduca contou com o patrocínio master de Itaú Educação e Trabalho e Instituto Educbank, patrocínio de Fundação Maria Cecilia Souto Vidigal, Fundação Telefônica Vivo, Instituto Península, Instituto Unibanco, Itaú Social e  Santillana Educação, XP Educação e apoio da Fecap, Canal Futura/Fundação Roberto Marinho, Colégio Rio Branco,  Loures Consultoria e Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil.

 

*Edição: Anelize Moreira


A cobertura oficial do 6º Congresso Internacional de Jornalismo de Educação foi realizada por estudantes, recém-formados e jornalistas integrantes da Redação Laboratorial do Repórter do Futuro, da OBORÉ. A equipe opera sob coordenação do Conselho de Orientação Profissional e do núcleo coordenador do Projeto, com o apoio da editoria pública e da equipe de comunicação da Jeduca (Associação de Jornalistas de Educação).

#projetorepórterdofuturo #oboré #jeduca2022 #eleicoes2022 #conteprajeduca #6congressojeduca

PARCEIROS FINANCIADORES
Fundação Lemann
Fundação Telefônica Vivo
Instituto Ayrton Senna
Instituto Natura
Instituto Unibanco
Itaú Social
Itaú Educação e Trabalho
Maria Cecilia Souto Vidigal
PARCEIROS INSTITUCIONAIS
Abraji
Campanha Nacional pelo Direito à Educação
CENPEC
OEI
Porto Lauand
Todos Pela Educação
UNESCO
Moderna
Loures
ASSOCIAÇÃO DE JORNALISTAS DE EDUCAÇÃO